quarta-feira, 27 de julho de 2016

Mapas Conceituais no Processo de Ensino-Aprendizagem: aspectos práticos

Mapas Conceituais são estruturas esquemáticas que representam conjuntos de ideias e conceitos dispostos em uma espécie de rede de proposições, de modo a apresentar mais claramente a exposição do conhecimento e organizá-lo segundo a compreensão cognitiva do seu idealizador. Portanto, são representações gráficas, que indicam relações entre palavras e conceitos, desde aqueles mais abrangentes até os menos inclusivos. São utilizados para a facilitação, a ordenação e a sequenciação hierarquizada dos conteúdos a serem abordados, de modo a oferecer estímulos adequados à aprendizagem.
construção de Mapas Conceituais (Novak & Gowin, 1996) propõe que as temáticas sejam apresentadas de modo diferenciado, progressivo e integrado. Pela diferenciação progressiva, determinados conceitos são desdobrados em outros conceitos que estão contidos em si mesmos, parcial ou integralmente, indo dos conceitos mais globais aos menos inclusivos, conforme pode ser observado na figura abaixo.
Exemplo de mapa conceitual sobre aprendizagem significativa, elaborado por Novak e Cañas (2010). É possível observar como os conceitos estão distribuídos e correlacionados entre si, formando um verdadeiro mapa.
Um mapa conceitual possui diversas utilidades práticas, destacando-se a avaliação da consolidação de um conhecimento adquirido pelo educando, não estando, portanto, mais próximo da apresentação de um conhecimento novo a este educando.
Assim, a utilização de um mapa conceitual como um método avaliativo, trata-se de uma técnica não tradicional e qualitativa, que busca observar como o aluno estrutura, organiza, hierarquiza, integra e relaciona conceitos de certa unidade de estudo, procurando obter evidências de aprendizagem significativa. Deve ser utilizado preferivelmente quando os alunos já possuem certa familiaridade com o conteúdo. Assim, os mapas de conceitos são bons instrumentos para representar a estrutura cognitiva do aluno, averiguando além dos subsunçores já existentes, as mudanças que ocorrem na estrutura cognitiva durante a instrução (MOREIRA, M. A. 1980)
Como representações gráficas, os Mapas Conceituais (Faria, 1995) indicam as relações existentes entre conceitos, conectando-os através de palavras-chave e oferecendo estímulos adequados aos educandos. Também, servem como instrumentos de transposição do conteúdo sistematizado em conteúdo significativo no processo de ensino-aprendizagem.
Nesta perspectiva, são abordadas as concepções da aprendizagem por recepção, dando ênfase à aprendizagem verbal e às representações visuais, que são predominantes nos espaços escolares. Logo, a ferramenta didática Mapa Conceitual pode servir para tornar mais significativa a aprendizagem aos educandos, permitindo-lhes estabelecer relações sistematizadas entre os conteúdos apresentados com os conhecimentos anteriormente assimilados. Estes instrumentos se aplicam a diversas áreas do ensino e da aprendizagem, como  planejamentos de currículo, sistemas e pesquisas em educação.
Leia também:
Referências:
AUSUBEL, D.P. Aquisição e Retenção de Conhecimentos: uma perspectiva cognitiva. Lisboa: Plátano Edições Técnicas, 2003.
AUSUBEL, D.P., NOVAK, J.D. and HANESIAN, H. Educational Psychology. New York: Holt, Rinehart and Winston, 1986.
FARIA, de Wilson. Mapas Conceituais: aplicações ao ensino, currículo e avaliaçãoSão Paulo: EPU - Temas Básicos de Educação e Ensino, 1985.
NOVAK, J.D. & GOWIN, D.B. (1996). Aprender a Aprender. Lisboa: Plátano Edições Técnicas, 1986.

MOREIRA, M. A.; Mapas Conceituais como Instrumentos para Promover a Diferenciação Conceitual Progressiva e a Reconciliação Integrativa. Ciência e Cultura, 32, v. 4: 474-479, 1980.

Encerramento do Curso Google para Educadores - 60h

No dia 19/07 aconteceu o encerramento da primeira turma do Curso Google para Educadores. De todos os professores inscritos apenas um não concluiu. Foi um curso de 60h onde cada participante foi dedicado, comprometido e muito interessado. O curso é complexo e depois de fazermos uma roda de discussões achamos melhor trabalhar os Apps do Google por Oficinas de 8h para que cada um seja explorado e dominado na sua totalidade.
O curso foi excelente, mas devido a carga excessiva de trabalho dos professores, por não terem quem o substitua e por terem que recuperar suas aulas, poucos se fazem presentes e interessados.
As escolas estão cheias de equipamentos tecnológicos, mas a infraestrutura de recursos humanos e gestão implicam e muito quando o professor precisa se ausentar para se aperfeiçoar.
Com todas essas dificuldades esse grupo foi ímpar...diferenciado e que farão a ponta na escola, pois seus alunos terão acesso há muitos recursos antes desconhecidos.
Esperamos ter mais grupos como este e obter sucesso em nossas formações, mesmo com tantas dificuldades encontradas nesses últimos anos.





Oficina de Netbooks, Liberação dos e-mails @educar, Educom+ e EducomTchê

No dia 18/07 aconteceu mais uma oficina explorando os netbooks das escolas. Na oficina os professores receberam informações básicas para uso dos netbooks em suas escolas, liberação e ativação da conta institucional do @educar. Exploramos algumas possibilidades de uso dos Apps do Google e oportunizamos o cadastro e acesso ao Educom+ e EducomTchê  para que possam usufruir de todos os materiais e idéias compartilhadas e também poderem publicar e divulgar seus trabalhos.
Foi um dia proveitoso e embora o grupo que compareceu fosse pequeno, podemos deixar todos as possibilidade de uso de todos os recursos explorados e o compromisso de socializarem em suas escolas.




terça-feira, 12 de julho de 2016

Formadores do NTE em formação: Curso Google para Educação!


10/07/2016

Domingo também é dia de estudar!
Professores de Santo Antônio da Patrulha, Osório, Tramandaí, Imbé, Gravataí, Capão da Canoa concluíram o curso edição 2016 com um Seminário Final de socialização da produção no Classroom de cada participante do curso. 
Foi um belo evento onde belíssimas produções abrilhantaram o encerramento deste curso MARAVILHOSO ofertado pelo Polo de santo Antonio.
Eu e a Neuza, minha colega de fé...a última aquisição do NTE/Osório: impecável, solicita, generosa e muito competente, ficamos muito felizes em fazer parte desse curso, o qual já estamos replicando no NTE nos mesmos moldes da professora Dilce, pois na minha caminhada de estudos, esse foi um dos melhores cursos que já fiz!!! A professora Dilce e sua equipe estão de parabéns!!!
Temos certeza que os professores concluíram esse curso farão a diferença nas suas escolas!!!

Parabéns a todos que tiveram o privilégio de levar este saber para suas escolas.









sexta-feira, 8 de julho de 2016

Participando do Encontro dos NTEs da SEDUC. 
Dia 06/07 - Momento de apresentação das ações desenvolvidas nos NTEs.
Dia 07/07 - Organizando em conjunto ações para o segundo semestre de 2016.
Foram dois dias de muito trabalho e informações indispensáveis ao nosso bom trabalho.
Estamos muito bem representadas na SEDUC!!
Queridas Bia, Márcia, Alcione, Sônia,Fabrícia e Magda...vocês são nossos braços direitos...tão longe e tão perto, sempre!!!!
Obrigada por tudo!!!



terça-feira, 5 de julho de 2016



Ontem foi mais um dia de encontro do Curso Google para Professores da 11ª CRE. Alguns colegas não puderam comparecer, mas estamos orgulhosas desse grupo, pois estão realizando belíssimos trabalhos com os Apps do Google após a liberação da conta do @educar.





segunda-feira, 4 de julho de 2016

Visita a Escola Indígena Kuaray Rese - Osório

Na sexta-feira passada, 1º de julho, fomos conhecer a escola indígena Kuaray Rese. A escola fica em Osório na Estrada do Mar, tem 11 alunos e é coordenada pela professora Josieli da 11ª CRE.
A escola tem uma estrutura física adequada, porém as condições de internet não são boas.
Os professores Indígenas, Sérgio e Eloir trabalham a Língua Materna e a Língua Portuguesa, bem como todos os conteúdos previstos para cada série da escola.
Foi nossa primeira visita a uma escola indígena e aproveitamos para organizar e assessorar a diretora da escola em relação aos computadores da escola.









terça-feira, 28 de junho de 2016

Flubaroo - Correção automática de provas

Objetivo deste manual: Ensinar o professor a utilizar o aplicativo Flubaroo para corrigir provas realizadas através dos formulários do Google.
Segue o link com o manual AQUI


Professores: 15 maneiras de usar os Hangouts do Google+

O professor de hoje em dia precisa incorporar a tecnologia às suas aulas para chamar a atenção dos alunos e fazer com que eles se engajem mais aos estudos quando estiverem em casa. Saiba como fazê-lo usando o Google+.

Não importa se você é professor online ou está simplesmente tentando incorporar novas tecnologias às suas aulas, o Google oferece ótimas ferramentas para fazer com que os estudantes pensem, aprendam, conectem conteúdos e compartilhem o aprendizado. Por meio dos“Hangouts”,mais de 10 alunos podem entrar em vídeo-conferências de uma vez só, e o serviço é facilmente conectado com os círculos do Google+, oferecendo uma diversidade de maneiras com as quais os professores podem trabalhar nas suas aulas.


1. FACILITADOR DE TRABALHOS EM GRUPO

Se os estudantes precisam de ajuda depois das aulas ou só querem tirar dúvidas sobre trabalhos, não há necessidade de sair de casa para esclarecer esses problemas. Além disso, se eles souberem usar ao hangouts, eles mesmos podem combinar um horário e resolver as pendências online.

2. PALESTRAS

Muitas vezes os palestrantes estão longe. Por isso, essa opção de vídeo pode ser ótima para trazer pessoas que são apropriadas para falar com os alunos, mas estão em outro estado ou até mesmo país.


3. LIÇÕES DE CASA

Nunca mais o aluno terá a desculpa de que não fez porque não entendeu. Ele pode conversar com o professor e pedir orientação para uma tarefa por meio do hangout do Google+.


4. EXPANDIR REDE DE CONTATOS

Os hangouts do Google+ não beneficiam somente o professor dentro da sala de aula. Eles podem ser uma ótima ferramenta para manter o contato entre outros professores, trocar ideias e até mesmo pedir ajuda.

 5. AUMENTAR O TEMPO DE ENSINO

Não só os professores e seus assistentes, como também os alunos podem se reunir, por meio dos hangouts, às discussões educacionais desses profissionais. Por exemplo, quando eles forem fazer o calendário de provas ou de trabalho, os alunos podem opinar.


6. SESSÕES DE NOTA

Um professor democrático discute a nota com os alunos antes de atribuí-la. Às vezes, no entanto, não dá tempo de fazer isso em sala de aula individualmente. Os hangouts do Google+ podem ajudar nesse processo. 

7. COMPARECER A CONFERÊNCIAS

Há diversos fóruns de discussões que utilizam os hangouts do Google+. Você pode assisti-los em tempo real, ou ver o que foi discutido depois. De qualquer forma, você sai ganhando.

8. DISCUSSÕES DE SALA ONLINE

Não tem tempo para discutir um livro ou um projeto na sala de aula? Marque um horário com os alunos e faça as discussões online.

 9. COMPARTILHAR AULAS

Crie um espaço nos hangouts do Google+ para que haja interação entre os professores. Vocês podem compartilhar ideias, calendários e aulas. Lembre-se de que a interdisciplinaridade é essencial hoje em dia.


10.DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL

Há diversas oportunidades para crescimento profissional nos hangouts do Google: conferências, networking, conversas, discussões. As opções estão todas aí, cabe a você escolher como você quer se desenvolver na sua área.

11. GRUPOS DE ESTUDO

Alunos também podem se ajudar entre si. Incentive a criação de grupos de estudo online entre eles, principalmente antes das provas, para que eles tirem suas dúvidas mais urgentes.


12. DIVIDIR SUA TELA
Às vezes, a melhor maneira de explicar algo aos seus estudantes é mostrando, fazendo-o visualizar certo conteúdo. Os hangouts têm essa opção também.


13. LOUSAS DIGITAIS
Os hangouts do Google+ querem se assemelhar ao máximo com um ambiente escolar. Lá, você pode criar lousas online, que são ótimas para explicar conteúdos e que podem ser compartilhadas com outros usuários.

14. GRAVAR CONTEÚDO PARA DEPOIS

Muitos alunos adorariam poder escutar novamente o que o professor disse quando estivessem estudando para a prova. Os professores podem gravar o que quiserem e depois compartilhar com seus alunos o conteúdo a ser consultado mais tarde.

15. ENSINAR SOBRE CARREIRAS

Os hangouts podem ajudar aquele estudante que está em dúvida sobre qual carreira seguir. É só falar com um especialista em carreiras, colocá-lo na frente de um computador e você já terá uma ótima apresentação sobre carreiras em poucos minutos.

7 melhores ferramentas do Google para educação
Na atualidade, o Google se tornou uma das principais referências em serviços web. Isso se deve não só ao seu poderoso sistema de buscas, como também a todos os aplicativos que criaram e disponibilizaram gratuitamente para o público, como o Google Drive, Agenda e Hangouts.
O ambiente escolar precisa sempre contar com o máximo de tecnologia para otimizar o aprendizado e para facilitar a vida dos professores e dos alunos. A melhor forma de fazer isso é contando com as possibilidades dos aplicativos do Google.
Por isso, que tal usar um sistema como o Google para educação ou Google Apps for Education e trazer todo o pacote de aplicativos do Google para funcionar dentro da sua escola, com e-mails personalizados e possibilidades de colaboração inéditas? A seguir, veja as 7 melhores ferramentas do Google para a educação!

Google-drive

Google Drive


O Google Drive é um excelente diretório virtual, que permite o armazenamento de arquivos e de pastas na nuvem. Além disso, trabalha de forma excepcional com documentos de texto, com planilhas e com apresentações de slides.
O Google Drive também é ótimo para a colaboração, sendo uma ferramenta indispensável para trabalhos em grupo. É um recurso valioso para alunos e para professores criarem materiais diversos e compartilharem entre si.
Google-Agenda

Google Agenda

Em todas as fases da vida, ficar em dia com os seus compromissos é essencial. Portanto, é positivo que os alunos tenham consciência disso desde a escola.
O Google Agenda permite a marcação e a manutenção de compromissos com praticidade, além de facilitar o compartilhamento de agendas colaborativas. O professor pode criar um calendário de provas ou de trabalhos e compartilhá-lo com a turma, garantindo a organização de todos!
Google Sites

Google Sites

Uma página na internet possui uma infinidade de utilidades e, na sala de aula, isso não é diferente. O foco do Google Sites é oferecer uma experiência intuitiva, sendo usado facilmente até por quem não possui conhecimentos profundos de publicação na web. Por meio dessa ferramenta, qualquer pessoa da instituição pode editar páginas relacionadas à escola, criando boletins informativos, regulamentos de uso e comunicações oficiais.
Google Hangouts

Google Hangouts

Um bom sistema de comunicação interna é muito importante para qualquer ambiente, em especial o escolar. O professor pode utilizá-lo para se comunicar com funcionários que trabalham do lado de fora da sala de aula ou até organizar uma videoconferência com os alunos remotamente, caso não possa comparecer ou esteja em algum lugar estratégico para o tema discutido.
google-earth-logo

Google Earth

Essencial para qualquer aula de Geografia e de História, o Google Earth permite que o professor mostre qualquer ponto do mundo com clareza e precisão. Usando o campo de endereço ou arrastando o mapa e utilizando o zoom, é possível “viajar” de um lugar para o outro, visitando monumentos históricos e prédios importantes!
youtube-logo

YouTube

O maior agregador de vídeos da internet também é uma poderosa ferramenta para a sala de aula. Muitas pessoas criam conteúdo com foco em educação no YouTube, destacando assuntos relacionados às principais disciplinas escolares e oferecendo ajuda para a compreensão de temas complexos. Os principais foram reunidos em um canal especial chamado YouTube Educação, curado pelo próprio Google.

Google Apps for Education

Para contar com todos esses benefícios dos produtos do Google, uma instituição de ensino pode trazer para os seus alunos e para os seus professores o pacote do Google Apps for Education. Basicamente, ele permite usar todas essas funcionalidades com o e-mail da instituição como login, facilitando em muito o contato com colegas e alunos na mesma rede.
Fonte AQUI